Digital clock - DWR

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Juiz denuncia troca de votos por droga

O juiz da 48ª Zona Eleitoral da Paraíba, Ozenival dos Santos Costa, revelou ontem a prática da compra e venda de votos por drogas, principalmente crack, no município de Solânea, no Brejo.
Segundo ele, os traficantes ‘orientam’ o eleitor nos dias que antecedem o pleito a votar em determinados candidatos. O magistrado participou da reunião promovida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) com juízes, promotores e a cúpula da Segurança da Paraíba. O encontro aconteceu no Fórum da Justiça Federal.
Para o juiz, a situação é constrangedora ao saber que pessoas ainda são capazes de votar com o objetivo de ganhar uma, duas ou três pedras de crack, mas é uma realidade em Solânea. O magistrado não citou nomes de políticos que estariam envolvidos com os traficantes. Além do aliciamento por meio de entorpecentes, Ozenival dos Santos disse que os traficantes agem com violência, tentando intimidar as instituições e os órgãos públicos.
“Em Solânea, continua a troca de votos por drogas. Lá é uma cidade em que o tráfico é constante, é rota de droga. Muitas pessoas já foram presas, há muitos assassinatos em razão do tráfico de drogas. Na última sexta-feira à noite mais uma pessoa foi assassinada pelo comando da droga e todos nós estamos sob risco”, declarou o magistrado.
Ele acrescentou que qualquer autoridade ou cidadão do povo pode ser assassinado a qualquer hora. Ao ser indagado se era alvo de ameaças de morte, o juiz Ozenival dos Santos respondeu: “Eu não me sinto ameaçado porque tenho o paredão chamado nosso Senhor Jesus Cristo, que me afasta de todos os males”.
(Josusmar Barbosa com Jornal da Paraíba)
Créditos: Focando a Notícia

Cientistas descobrem via para conter o câncer

Uma pesquisa realizada na Espanha com ratos constatou que a administração de um fármaco empregado na luta contra o HIV, Maraviroc, previne o desenvolvimento de lesões hepáticas e do câncer de fígado, por isso que abre a via para possíveis tratamentos frente a este tipo de tumor. Este é um dos resultados de uma pesquisa apresentada na quarta-feira (30) e que foi desenvolvida por um grupo de especialistas em Oncologia e Doenças Infecciosas do Hospital São Pedro de Logroño, em La Rioja (norte) e do Centro de Pesquisa Biomédica dessa mesma região espanhola.

José Antonio Oteo, chefe do Grupo da Área de Doenças Infecciosas de dito hospital, detalhou que mediante este estudo, publicado nas revistas PLOS ONE e Journal of Antimicrobial Chemotherapy, também comprovaram em ratos que o mesmo fármaco é eficaz na prevenção da esteatose hepática, uma das lesões que podem acabar em cirrose ou câncer de fígado. Oteo indicou que, uma vez finalizada esta pesquisa com ratos, seu desejo é que em 2015 possa iniciar a fase clínica em humanos, para a qual procura financiamento, embora seja "muito custoso".

O pesquisador ressaltou que serão necessários, pelo menos, entre quatro ou cinco anos para demonstrar a eficácia do resultado em humanos, sobretudo nos casos de esteatose hepática. O chefe da pesquisa disse que o Maraviroc é um fármaco que se emprega na luta contra o HIV mediante o bloqueio da proteína CCR5, presente em múltiplos células do sistema imunológico humano como as do fígado e que produz os medidores da informação que podem causar prejuízo hepático e, finalmente, câncer de fígado.
Oteo incidiu no alcance deste achado porque, globalmente, o câncer de fígado representa um grande problema sanitário, já que a cada ano são diagnosticados cerca de um milhão de pacientes no mundo.
Neste estudo com ratos foi constatado que, ao aplicar o Maraviroc, desenvolveram mais tarde as complicações derivadas da inflamação, como no caso do HIV, ou deixaram de desenvolvê-la no caso de esteatose hepática.(Terra)
Créditos: WSCOM

Ibope: Alckmin lidera em SP com 50% das intenções

:   O governador Geraldo Alckmin tem motivos para sorrir nesta quarta-feira 30. A primeira pesquisa IBOPE/TV Globo mostrou que ele lidera a corrida para a sua reeleição com 50% das intenções de voto. No levantamento, ela aparece muito à frente dos candidatos do PMDB, Paulo Skaf, e Alexandre Padilha, do PT, respectivamente com 11% e 5% das intenções. A marca de Alckmin é a melhor conquistada por ele em todas as pesquisas divulgadas até aqui.
Em relação à rejeição apurada entre os três principais candidatos ao Palácio dos Bandeirantes, o líder, mas dentro da margem de erro de três pontos porcentuais em relação ao segundo colocado, é Padilha. Dezenove por cento dos entrevistados pelo Ibope afirmaram que não pretendem votar no ex-ministro em nenhuma circunstância. No mesmo quesito, Alckmin ficou com 18%, enquanto Skaf apresentou 11%.
O levantamento também aferiu a popularidade do governo Alckmin. Para 6%, a gestão é "ótima". A classificação "bom" foi escolhida por 34%. A nota "regular" teve a preferência de 38%, equanto 8% julgaram a gestão "ruim" e 1%, "péssima". 
Créditos: Brasil 247

Dilma pede a industriais que se afastem de pessimismo e prega mudança com continuidade

Ao participar da sabatina organizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) para os presidenciáveis, a presidenta Dilma Rousseff, como já era esperado, adotou uma postura diferente da dos seus opositores, preocupando-se mais em fazer um balanço de sua gestão. “Sabemos que nos últimos anos o Brasil mudou e tem ainda muito a percorrer para mudar. Nós podemos e devemos fazer uma política em favor da indústria brasileira. Vamos entrar em um novo ciclo para o qual criamos as bases, um ciclo de competitividade produtiva”, salientou.
Dilma Rousseff destacou que manteve diálogo constante com a CNI nestes quatro anos, embora governo e entidade nem sempre tenham concordado em todos os pontos,  e enfatizou medidas adotadas que ajudaram a economia e as indústrias como um todo, como a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de automóveis e da chamada linha branca de eletrodomésticos, além de abordar avanços observados na indústria naval.
Última a ser sabatinada, após Eduardo Campos (PSB) e Aécio Neves (PSDB), Dilma adotou tom de que é mais seguro fazer as mudanças necessárias com a continuidade de gestão.
Ao responder sobre alterações na economia e o cenário mundial, a presidenta afirmou que as ações do seu governo ajudaram a estimular a produção e o emprego no país. Ela inverteu a pergunta recebida e indagou aos representantes do empresariado presentes ao evento o que acham que teria acontecido se tais posições não tivessem sido adotadas: “Em que situação estaria a nossa indústria se, em meio à crise, não tivéssemos feito o maior volume de desoneração tributária das últimas décadas?”, perguntou.
Segundo a presidenta, algumas propostas feitas junto ao Executivo pediam que  BNDES, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal deixassem de financiar a indústria. Ela chamou essas propostas de ações de quem “conspira aberta e envergonhadamente contra o financiamento público”. "As críticas se originam dos mesmos que criticam desonerações, compras governamentais e a existência da política industrial", acentuou.
Política industrial
Ao dar destaque ao que chamou de resgate da política industrial por parte do seu governo, ela citou ações voltadas para a indústria naval e a política de compras governamentais. Disse, também, que antes do governo Lula não existia no Brasil um planejamento de longo prazo, que ia de cinco a sete anos. “Quero ver fazer uma hidrelétrica em cinco ou sete anos”, pontuou.
A visita à CNI ocorre justamente no momento em que relatórios de consultorias econômicas vendem ao mercado financeiro e ao empresariado um cenário negativo em caso de reeleição de Dilma, apostando na vistória de Aécio. Neste sentido, a presidenta pediu que os industriais se afastem do pessimismo, uma vez que o Brasil enfrentou a crise econômica com fundamentos sólidos no que se refere ao câmbio e enfrentou as taxas de juros dos últimos anos, “com um conjunto de medidas para impedir que a crise significasse uma deterioração das relações sociais e importantes no país, para não ter desemprego".  Ressaltou, ainda, que o Brasil, neste período, chegou a contratar  11,5 milhões de pessoas com carteira assinada, comparando com demissões ocorridas no período de Fernando Henrique Cardoso, aliado de Aécio.
A presidenta destacou, também, que seu governo tem compromisso com a pauta da competitividade da indústria e disse que foram firmadas diversas parcerias com o setor, que permitiram o êxito de programas importantes para o país, como o Pronatec, voltado para o ensino técnico. Sobre a área de infraestrutura e logística, acentuou que é preciso haver “novas institucionalidades” nas parcerias com o setor privado, em setores, por exemplo, como o de saneamento.
Reforma tributária
Já em relação à reforma tributária, ela ressaltou que a intenção do seu próximo governo é perseguir esta alteração, “mesmo quando a conjuntura não for favorável”. Após ser indagada sobre como reduzirá o gasto das empresas com judicialização dos direitos trabalhistas, a presidenta disse que devem ser feitas mudanças na legislação baseadas num diálogo próximo entre empresários, trabalhadores e o Congresso Nacional.
Segundo a presidenta, seu governo defende a simplificação das reformas trabalhistas e a regulamentação da terceirização, mas de forma que tais medidas não levem à precariedade do trabalho.
Dilma chamou a atenção para a importância de uma reforma política com participação popular, e a realização de um plebiscito, conforme prega a mensagem encaminhada pelo Executivo ao Congresso no ano passado, e acrescentou que dará prioridade, num segundo mandato, à reforma do Estado, com simplificação de processos, definição de novos padrões e desburocratização. Segundo ela, caso seja reeleita, deixará o país “muito mais empreendedor”. Ao ser abordada por estar próxima de ultrapassar o seu limite de tempo durante a sabatina, a presidenta aproveitou para passar um recado aos opositores. “Eu, aqui, tenho o que dizer porque eu fiz, e se eu fiz, sou capaz de fazer mais”, frisou.
A presidenta enfatizou um ponto criticado pelo seu governo, em relação às concessões. Disse que os modelos de concessão adotados em sua gestão são diferentes dos adotados pelo PSDB e trazem mais exigências de investimento. "Antes não se fazia concessão para investir, mas para manter", deixou claro.
Sobre as reclamações feitas pelos outros candidatos em relação ao grande número de ministérios em seu governo, a presidenta afirmou que gostaria que dissessem quais os ministérios acham que devem ser cortados e por que. “Eu gostaria muito de saber a sugestão concreta [dos concorrentes]. Querem acabar com o quê? O status de ministério da Secretaria das Mulheres permitiu o empoderamento das mulheres quando se trata da violência contra elas, de Direitos Humanos, dando respaldo à necessidade de combater à tortura, assim sucessivamente. Rigorosamente, elas não são um ministério no sentido orgânico da palavra, no tamanho, por exemplo, do Ministério da Fazenda, mas elas têm um motivo político de serem ministérios”, justificou.
Créditos: Rede Brasil Atual

A lista das crianças assassinadas pelas tropas israelenses em Gaza

Israeli media is not listing the names of children killed in Gaza.
These are their names:
Nasmah Iyad al-Qasas , 10 |
Amir Hamudah Hussein a-Najar , 2 | Saji Hasan Akram al-Halaq , 4 |Amneh Jihad Matar , 10 |Suha'Abd Rabu Musleh , 2 Asil al-Masri , 15 |Suliman Ahmad Abu Jame' , 14 |Ahmad 'Abd
 Rabu Musleh , 14 | Walaa Muhammad al-Kayed , 15 |Siraj Yaser Ahmad Abu Jame' , 4 |
Ibrahim a-Sheikh 'Omar , 2 |Wasim Mustafa Salhiyah , 15 |Samar al-Qasas , 3 | Ibrahim Ramadan Abu Daqah , 10 | Khalil Ousamah Khalil al-Hayah , 5 |Ahed 'Attaf 'Ahed Baker , 9 |Ayub Ahmad Abu Jame' , 10 | Jihad 'Isam Marzuq Sheheibar , 10 | Abd a-Rahman Basam Khatab , 5 | Islam al-Qasas , 15 | Dalal Siyam, 9 months |Abd al-'Aziz Salah a-Din Abu Hasanein , 14 |Israa al-Qasas , 7 |Hani Suliman Muhammad a-Najar , 7 |Abdallah Ramadan Abu Ghazal , 5 |Ulfat hussein Abu 'Atiyeh , 4 |Haifaa Tawfiq Ahmad Abu Jame' , 9 |Fadi Diab Hassan Islim , 10 |Ahmad Ayman Siyam , 15 |Husam Ibrahim a-Najar , 14 |Fatmeh TaysirAhmad Abu Jame' , 12 |Ahmad Nael Mahdi , 15 |Basem Salem Kaware' , 10 |
Qasem Rabi' , 12 |Muhammad Khalaf Nawasrah , 2 |Bisan Basem Ahmad Abu Jame', 6 months |Ghaidaa Siyam , 7 |Muhammad Na'im Muhammad Musalam , 15 |Hamzah Ousamah Khalil ak-Hayah , 4 |Rahaf Khalil Hamadah a-Jabur , 4 |Muhammad 'Ali Kaware' , 13 |Yasmin  Muhammad al-Mutawaq , 4 |Razan Tawfiq Ahmad Abu Jame' , 14 |Muhammad Rajaa Hindem , 15 |Yaser Ibrahim Dib al-Kilani , 8 |Rim Ibrahim Dib al-Kilani , 12 |Mustafa Siyam , 9 |Muhammad Abu Shabab , 15 |Sha'ban Jamil Ziyadah , 12 |Mahmoud Ahmad al-Qasas , 10 |Muhammad Iyad al-Qasas , 4 |Manar Majed al-Batsh , 13 |Muhammad Ibrahim Faek al-Masri , 14 |Muhammad Anwar Suliman a-Darazin , 3 |Miriam 'Atiyeh al-'Arja , 10 |
Muhammad Hani Muhammad al-Halaq , 2 |Nujud Taysir Ahmad Abu Jame', 4 months |Nidal Khalaf 'Awad Nawasrah , 4 |Amir Iyad Salem 'Arif , 11 |Sajidah Yaser Ahmad Abu Jame' , 7 |Amirah 'Adel Siyam, 8 months |Sarah 'Omar Sheikh al-'Eid , 9 |Anas Qdeih , 7 |Sawsan Ibrahim Dib al-Kilani , 11 |Ahmad Sufian a-Jamal , 9 |Wisam 'Isam Marzuq Sheheibar , 7 |Siraj Iyad 'Abd al-'Al , 8 |Ahmad Tawfiq Ahmad Abu Jame' , 8 |Walid Sa'id al-Harazin , 7 |Samih Na'im Abu Jarad , 1 |Ibrahim Khalil 'Abd 'Amar , 12 |Zakariyah 'Ahed Subhi Baker , 10 |Safaa Malakeh , 6 |Aya Tawfiq Ahmad Abu Jame' , 12 |Jawdat Ahmad Abu Jame' , 13 |Abd a-Rahman Akram a-Skafi , 12 |Iman Khalil 'Abd 'Amar , 9 |Dina 'Abdallah 'Aziz , 5 |Abd al-Karim Anwar Suliamn a-Drazin , 5 |Isma'il Muhammad Subhi Baker , 9 |Hadi 'Abd a-Nabi , 4 |Abdallah Muhammad Kaware' , 12 |Adham Ahmad Abu 'Atiyeh , 4 |Hiba Hamed a-Sheikh Khalil , 14 |Omar Jamil Subhi Hamudah , 10 |Osamah Mahmoud al-Astal , 8 |Hatem Na'im 'Aqel , 14 |Fatmeh Mahmoud al-Haj , 14 |Ahmad Khaled Muhammad a-Najar , 14 |Hussein Yusef Kaware' , 13 |Qasem Jaber 'Adwan Kaware' , 12 |Muhammad Ziad Saleh a-Rahal , 5 |
Bader Siyam , 4 |Ghadah Subhi Sa'idi 'Ayad , 13 |Muhammad Mansur al-Bshiti , 7 |Baraah Saleh Mahmoud a-Raqab , 11 |Rahaf Isma'il Abu Jam'ah , 4 |Muhammad Salameh Abu Dabagh , 12 |Yasin Ibrahim Dib al-Kilani , 9 |Rawan Ziad Hajaj , 15 |
Muhammad Rami Fathi 'Ayad , 3 |Yasmin Nayef al-Astal , 4 |Rayan Taysir Ahmad Abu Jame' , 5 |Musa 'Abd a-Rahman Abu Jarad, 8 months |Lamyaa Iyad al-Qasas , 11 |Shahd Mu'in 'Ali Qishtah , 9 |Mu'taz Hessein Samir a-Najar , 6 |Arwa al-Qasas , 4 |
Tawfiq Tawfiq Ahmad Abu Jame' , 4 |Maisaa Tawfiq Ahmad Abu Jame' , 7 |Muhmmad Ibrahim Antiz , 13 |Muhammad Akram al-Kafarneh , 15 |Marah Shaker a-Jamal , 10 |
Muhammad Jihad Matar , 12 |Nabil Mahmoud Muhammad al-Astal , 13 |Nur Yaser Ahmad Abu Jame' , 2 |Amjad Salem Khamis Sha't , 15 |Nagham Mahmoud 'Abd al-Hamid a-Zweidi , 2 |Amir 'Adel Siyam , 12 |Saher Abu Namus , 3 |Anas 'Alaa Subhi al-Batsh , 10 |Suhelah Basam Ahmad Abu Jame' , 3 |Asil Wisam Marzuq Sheheibar , 7 |Siham Muhammad Ibrahim Zu'rub , 11 |Ahmad Ramzi Abu Qadus , 13 |Walaa Na'im Muhammad Musalam , 14 |
Salma Salem a-Radi' , 5 |Ibrahim Jamal Kamal Naser , 13 |Zeinab Safwat Abu Tir , 3 |
Samar Musa Abu Jarad , 15 |Ibtehal Ibrahim 'Ayesh a-Ramahi , 4 |Hatem Zein Nayef al-Yazji , 3 |Asem Khalil 'Abd 'Amar , 4 |Iman Ibrahim 'Ayesh a-Ramahi , 14 |
Dima 'Abdallah Salim , 3 |Abd a-Rahman Mahmoud 'Ab a-Nabi , 1 |Islam Hamudah Hussein a-Najar , 3 |Hadi Salah a-Din Abu Hasanein , 12 |Abdallah Yusef Daraji , 2 |
Elyas Ibrahim Dib al-Kulani , 4 |Hiba Akram Saleh a-Sha'er , 15 |
Abeid Fadel Abu Hweishel , 9 |Umamah Ousamah Khalil al-Hayah , 8 |Haniyah 'Abd a-Rahman Abu Jarad , 3 |Fatmeh Ahmad al-'Arja , 14 |Ahmad Walid Nasrallah Samur , 9 |
Husam Husam Abu Qainas , 7 |Fares Jum'ah a-Tarabin، 3 months |Ahmad Na'Im Muhammad Musalam , 11 |Bader Hatem 'Amish , 9 |Qusai 'Isam al-Batsh , 12 |Muhammad Mustafa Malakeh , 2 |Bitul Basam Ahmad Abu Jame' , 4 |Muhammad Salem Antiz , 3 |
Yamen Riyad al-Hmeideh , 4 |Ru'ya Mhamhmoud 'Abd al-Hamid a-Zweidi , 5 |Muhammad Ramez 'Izat Baker , 11 |Yasmin Mahmoud al-Astal , 5 |Rizeq Ahmad al-Hayek , 2 |
Musa Muhammad Taher al-Astal , 15 |Kinan Hasan Akram al-Halaq , 6 |Rinat Taysir Ahmad Abu Jame' , 2 |Mu'in Muhammad Siyam , 5 | Muhammad Ahmad As'ad al-Bidi, 3 months |Tala Akram al-'Atawi , 10 |Mahmoud Jihad 'Awad 'Abdin , 12 |Muhammad Iyad Salem 'Arif , 10 |Muhammad Ayman a-Sha'er , 5 |Marwah Suliman Ahmad a-Sarsawi , 12 |Muhammad Ashraf Rafiq 'Ayad , 3 |Mariam Shybub a-Shanbari , 11 |Nur al-Islam Ahmad Abu Hweishel , 6 |Amal Bahaa al-Batsh , 2 |~
Créditos: Jornal GGN

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Ações contra trabalho escravo atingem agricultura, construção e pecuária

No primeiro semestre, as 57 operações realizadas contra o trabalho escravo resultaram em 109 empregadores autuados e resgate de 421 trabalhadores. O balanço foi divulgado ontem (29) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). As autuações predominam em três atividades: agricultura (155 resgatados), construção civil (88) e pecuária (83). Depois vêm produção de cartão vegetal (30) e pesca (16).
Em Minas Gerais foram resgatados 91 trabalhadores, em oito operações. No Espírito foram 86, em uma só fiscalização no setor agrícola. Em seguida, aparecem Goiás, com 53 casos, São Paulo, com 46, e o Pará, com 37.
O chamado Grupo Especial de Fiscalização Móvel é formado por auditores-fiscais do trabalho, integrantes dos Ministérios Públicos Federal e do Trabalho, Advocacia-Geral da União, Defensoria Pública, Polícia Federal e Polícia Rodoviária. Os empregadores autuados podem ser incluídos na "lista suja" do MTE.
No ano passado, foram realizadas 179 ações e resgatados 2.063 trabalhadores. Desde 1995, quando as operações começaram, o número de resgates supera 46 mil.

Mercosul exige cessar-fogo na Faixa de Gaza

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, informou que os presidentes dos países do Mercado Comum do Sul (Mercosul) propuseram hoje (29), em reunião privada durante a 46ª cúpula do bloco, a divulgação de um comunicado expressando posição contra os ataques de Israel à população palestina e exigindo um cessar-fogo na Faixa de Gaza. Maduro destacou que há um profundo sentimento de solidariedade com o povo palestino e que há consenso quanto à necessidade de um cessar-fogo imediato na região e de retomada das conversações de paz.

O presidente venezuelano fez as declarações antes de começaram as deliberações públicas da Cúpula do Mercosul, aberta nesta terça-feira na Casa Amarela, sede da Chancelaria venezuelana. 
Além de Maduro, participam do encontro de Caracas os presidentes da Argentina, Cristina Kirchner,  do Brasil; Dilma Rousseff, do Uruguai; José Mujica, do Paraguai; Horacio Cartes, e da Bolivia, Evo Morales. Segundo o primeiro-ministro de Israel, Benjamín Netanyahu, o objetivo da ofensiva israelense, que teve início há cerca de 20 dias, é destruir os túneis da froneira supostamente usados pelo movimento islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza. Até agora, o número de mortos no conflito passa de 1.000, entre os quais há crianças e civis. Foto: BBC
Créditos: Agencia Brasil


SUS vai vacinar crianças contra hepatite A

Vacinação contra sarampoO Ministério da Saúde anunciou ontem (29) a inclusão da vacina contra o vírus da hepatite A no calendário nacional de vacinação do Sistema Único de Saúde, a partir deste mês.
O público-alvo, de acordo com o ministro Arthur Chioro, são crianças de 1 ano até 1 ano e 11 meses. A meta é imunizar 95% deste público em um ano, cerca de 3 milhões de crianças. Com a inclusão da vacina, o objetivo é prevenir e controlar a hepatite A gradativamente.
 ministério investiu R$ 111 milhões na compra de 5,6 milhões de doses neste ano. Para o início da vacinação, já foram distribuídas 1,2 milhão de doses para os estados e municípios. O restante será distribuído gradualmente entre os meses de agosto e setembro.

Israelense defende o estupro de palestinas

:  Do Pragmatismo Político - O ex-membro da inteligência militar de Israel, o Dr. Mordechai Kedar, defendeu que estuprar as mulheres palestinas seria uma “medida efetiva para amedrontar os combatentes desse povo.” Kedar, que serviu durante 25 anos esse setor, ainda disse que “a única coisa que vai deter um atacante suicida é saber que, se ele puxar o gatilho, sua irmã será estuprada”.

Tal resposta foi dada em uma entrevista ao programa de rádio Hakol Diburim, da Rádio Israel Bet. As informações são do portal Livre Pensamento.
Atualmente, Kedar é investigador do Centro Begin-Sadat para Estudos Estratégicos da Universidad de Bar-Ilan. Além disso, o ex-militar também é diretor do “Israel Academia Monitor”, um centro que policia os acadêmicos das universidades israelenses. Segundo as agências de notícias estrangeiras, esse centro é conhecido por “perseguir as pessoas que não obedecem as diretrizes do governo de Israel.”
Créditos : Portal Brasil 247

terça-feira, 29 de julho de 2014

Empreendedores contam com cursos gratuitos na internet

Um levantamento feito pela Endeavor, instituição que apoia empresas de alto crescimento, mostrou que os empreendedores que estudam e buscam conhecimento fica mais confiante para começar uma pequena empresa. Não é segredo para ninguém que manter-se atualizado é essencial para quem tem um negócio. Apesar da rotina frenética dos empresários, é possível usar as horas vagas e não gastar nada para fazer cursos online. Veja a seguir uma seleção com dez opções de aulas na internet que os empreendedores podem fazer de graça. Os assuntos vão desde fundos de investimento até engenharia para startups. 
Créditos: Paraíba Total

Dilma nega crise econômica e garante inflação dentro da meta em 2014

Dilma, Brasil, economia

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira que a inflação, no Brasil, vai ficar no teto da meta (6,5%), mas que não está "descontrolada". Ao negar que o país viva uma "crise" econômica, Dilma disse não aceitar especulações no período eleitoral. "Sempre que especularam, não se deram bem.

Acho muito perigoso especular em situações eleitorais", afirmou. Sobre inflação, Dilma comparou seu governo com o do tucano Fernando Henrique Cardoso. "O presidente Lula pegou taxa de inflação extremamente alta, de 12,5%, do FHC. Acho que usam dois pesos e duas medidas para julgar meu governo. Ela (a inflação) não está descontrolada. Ela está no teto da banda (o centro da meta é de 4,5%; o teto da banda, de 6,5%). Vamos ficar nesse teto da banda", disse.
Para a candidata, o Brasil enfrenta o pior momento da economia internacional desde 2008, quando o mundo foi atingido por uma grave crise financeira. Àquela altura, o então presidente Lula afirmou que os efeitos da daquela crise, sobretudo com escassez de crédito, atingiriam um país como uma "marolinha". Dilma, nesta segunda, reconheceu que era uma avaliação equivocada. "Está havendo o mesmo pessimismo que aconteceu com a Copa com a economia brasileira. E com a economia é mais grave, porque economia é feita com expectativa", argumentou. (Folha Online).
Créditos: Voz da Russia

MST pressiona Congresso para regulamentar emenda do trabalho escravo

mstEm uma ação para pressionar o Congresso Nacional a votar a regulamentação da Emenda Constitucional do Trabalho Escravo, que entre outros pontos trata da desapropriação de áreas onde foram constatadas a prática de trabalho escravo, 650 famílias do Movimento de Trabalhadores Sem Terra (MST) invadiram no sábado (26) a Fazenda Santa Isabel, no núcleo rural Monjolo, em Planaltina, no Distrito Federal.
No início de julho, uma operação do Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal e da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego encontrou 33 trabalhadores rurais alojados em situação degradante na fazenda, de propriedade da empresa Rural Whittmann Agropecuária Ltda.
De acordo com Marco Antonio Baratto, da direção do MST Distrito Federal e Entorno, a ocupação não visa a desapropriação da área, mas chamar a atenção sobre as condições em que trabalhadores rurais estão sendo expostos no país.
“Queremos recolar na pauta nacional a necessidade de reforma agrária popular e trazer à tona a questão da regulamentação do trabalho escravo. O grande latifúndio está submetendo trabalhadores a condições análogas à escravidão enquanto o governo apoia essa agricultura patronal e faz vista grossa para o trabalho escravo”, disse Baratto à Agência Brasil.
Além disso, acrescentou Baratto, o grupo também reivindica o assentamento de 1,5 mil famílias do DF que estão acampadas na beira de estradas há quatros anos e crédito rural para assentamentos. “A nossa perspectiva não é a conquista dessa área, mas dizer que estamos atentos e para que (os assentamentos em) outras áreas possam sair.”
A Emenda Constitucional 81/2014 foi promulgada pelo Congresso Nacional em 6 de junho. Com a emenda, as terras urbanas e rurais em que sejam verificadas condições de trabalho escravo serão expropriadas e destinadas a reforma agrária e a programas de habitação popular, sem que o proprietário tenha direito à indenização. A mudança, no entanto, não terá resultados práticos antes de ser regulamentada, processo que deve causar disputa quanto ao conceito de trabalho escravo, aos critérios para a expropriação e aos recursos legais.
Defensores dos direitos humanos e grupos ligados aos trabalhadores do campo reivindicam que o conceito de trabalho escravo, que constará da regulamentação do texto, não seja descaracterizado e siga o conceito de trabalho análogo à escravidão do Artigo 149 do Código Penal.
O dispositivo diz que comete o crime quem submete o empregado a trabalhos forçados ou a jornada exaustiva, a condições degradantes de trabalho, quer restringindo, por qualquer meio, sua locomoção em razão de dívida contraída com o empregador ou preposto.
Já parlamentares ligados ao agronegócio questionam o dispositivo e querem uma definição mais clara do conceito de trabalho escravo. Para eles, é necessário, por exemplo, definir exatamente o que poderia ser considerado jornada exaustiva.
Créditos: Rede Brasil Atual

Pesquisadores brasileiros desenvolvem teia de aranha sintética

A fabricação de teias de aranha em laboratório é realidade para pesquisadores brasileiros, que, no futuro, podem também fazê-las crescer em plantas (Wilson Dias/Agência Brasil)Por essa, nem o Homem-Aranha, super-herói dos quadrinhos, esperava. A fabricação de teias de aranha em laboratório é realidade para pesquisadores brasileiros, que, no futuro, podem também fazê-las crescer em plantas.
A pesquisa é desenvolvida na Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, em Brasília, e liderada pelo pesquisador Elíbio Rech. Ele explica que a teia de aranha é um produto com alta aplicabilidade comercial e a forma como pode ser produzida define o conceito de sustentabilidade e uso racional da biodiversidade.
“Nós não precisamos mais entrar na floresta para pegar nenhuma aranha. Você vai lá, conhece as propriedades, pega alguns poucos organismos, retira o que precisa e nunca mais volta, você faz sintético. Esse é o caminho real de sustentabilidade, usar a tecnologia para que você não tenha que devastar a floresta para isolar um determinado composto”, disse o pesquisador.
Rech conta o caso da artemisina, produzida pela planta artemísia, um forte componente contra a malária. “Foi feita uma avaliação e começaram a produzir em larga escala, mas foi economicamente inviável porque precisava de áreas enormes. Então, usando a engenharia genética, um grupo da Califórnia produziu em levedura e o composto foi lançado por uma empresa farmacêutica no ano passado. Um produto contra a malária, que veio de uma planta, mas que não precisa mais usar a planta, você faz tudo sintético.”
A pesquisa da Embrapa começou em 2003 com a prospecções na Amazônia, na Mata Atlântica e no Cerrado de aranhas que produzem fibras e o mapeamento genético das glândulas que produzem as proteínas que vão dar origem à seda da teia.
Segundo a pós-doutoranda da Universidade de Brasília (UnB) Valquíria Lacerda, que trabalha no projeto, a criação em laboratório das proteínas da aranha é feita pela bactéria Escherichia coli. “Ainda não existe um organismo ideal para produzir em grande quantidade. Tem pesquisadores que já colocaram em células de mamíferos, de insetos, em bactéria, o mundo inteiro ainda procura uma biofábrica ideal para fazer extração reduzindo o custo desse material”, disse a bióloga.
O passo seguinte consiste na extração das proteínas. Para isso, a massa de bactérias E. Coli é diluída em meio líquido e as proteínas de teia de aranha são resgatadas com uma sequência de DNA específica. Com auxílio de uma seringa especial que simula a espirineta (órgão da aranha que expele a teia), os pesquisadores vão liberando e enrolando a fibra.
“Da última vez, de 100 microlitros, que é a décima parte de um mililitro, conseguimos fazer um fio muito grande, foram mais de 10 metros, rendeu bastante”, contou Valquíria, explicando que as fibras de teia de aranha natural podem variar de 2 a 4 nanômetros e a produzida na Embrapa tem em torno de 40 nanômetros. “De 20 a dez vezes mais espesso do que encontramos na natureza, o que pode ajudar a ser mais forte”, destacando que os próximos passos envolvem testes de extensão e resistência.
Para explicar os possíveis usos dessa fibra, o pesquisador Elíbio Rech faz a comparação com o plástico, ou seja, serve para quase tudo. “É um material novo que tem duas características, flexibilidade e resistência, e também é biodegradável. Ele tem uma característica física que permite um melhor desempenho para tudo.”
Pode ser usado na produção de tecidos, em fios para sutura, para quem tem alergia ao nylon, por exemplo, e também em nanopartículas para o endereçamento preciso de drogas e medicamentos no corpo humano.
Também em composições metálicas e plásticas para placas e peças de aviões e para os cascos de navios. “Qualquer material que dure mais vai reduzir o custo de manutenção. Ao conseguir fazer com que um material trabalhe mais e seja mais leve, você também reduz o gasto de combustível, reduz emissão de gás carbônico na atmosfera, então tem todo um ganho direto e indireto do uso de um material como esse”, disse Rech.
Além das inúmeras aplicações e benefícios para o desenvolvimento de diversos setores da economia, o fato de os estudos serem baseados em aranhas brasileiras permite agregar valor à biodiversidade nacional.
Créditos: Agencia Brasil

Aplicativo de iPhone ajuda a fazer cópias de chaves

Se antigamente, quando alguém queria fazer cópias clandestinas de chaves alheias, bastava usar um sabonete para tirar a “impressão” da original, agora é ainda mais fácil. Um aplicativo disponível para iPhone permite fazer cópias de chaves em apenas alguns segundos, usando a câmera do smartphone.
O KeyMe faz uma varredura da chave que se quer copiar usando a câmera e salva as informações no dispositivo. Depois, o usuário só precisa levar o arquivo digital correspondente à chave copiada a um quiosque da própria empresa responsável pelo aplicativo que ela gera a cópia física.
Evidentemente, os quiosques não estão disponíveis em todos os lugares, o que torna o sistema não muito efetivo. Mas mostra, segundo alguns especialistas, que o tradicional sistema de chaves físicas é ultrapassado. Já há no mercado da tecnologia muitos projetos de segurança que vão desde escaneamento de retina até o uso de dados de eletrocardiograma do usuário para criar padrões de destravamento de dispositivos.
É o caso da pulseira Nymi, criada por uma start-up canadense, que pode fazer um eletrocardiograma (ECG) do usuário de forma que os dados sirvam como base para identificação pessoal, criando um modo de substituir as tradicionais senhas. O sistema, inclusive, pode ser aplicado para garantir a segurança em smartphones, tablets, computadores, carros e até terminais de pagamento e caixas eletrônicos. Com informações do The Verge.
Créditos: Jornal GGN

Cássio Cunha Lima é acusado de comprar acusado apoio político

Cassio-Cunha-Lima-Foto-George-Gianni-PSDBO senador e candidato a governador do PSDB, Cássio Cunha Lima, está sendo novamente acusado de crime eleitoral na Paraíba. O vice-presidente nacional do PSDB, que foi cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder político e econômico em 2006, agora é acusado de comprar apoio político de prefeitos pelo interior do Estado.
A nova acusação contra Cássio foi protocolada na Polícia Federal da Paraíba pela assessoria jurídica da coligação "A Força do Trabalho", encabeçada pelo governador e candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB). O esquema de compra de apoio político envolve também o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Ricardo Marcelo (PEN), o prefeito do município de Caiçara (PB), Cícero Francisco da Silva, o vice-prefeito da cidade e mais quatro vereadores.
De acordo com o advogado Celso Fernandes, a coligação "A Força do Trabalho" teve acesso a uma gravação que revela detalhes do novo crime eleitoral praticado por Cássio Cunha Lima. "A gravação é contundente, cita nominalmente as pessoas da coligação adversária e cita nominalmente valores de R$ 200 mil e de R$ 600 mil", afirmou.
A gravação, que já se encontra em poder da Polícia Federal, foi realizada pelo jornalista Sales Dantas, ex-vereador da capital paraibana. Segundo a coligação "A Força do Trabalho", o material é considerado legal do ponto de vista jurídico. "No presente caso, o jornalista Sales Dantes, ao saber que havia uma negociata criminosa de compra de votos em andamento, decidiu comprovar o crime, por conta própria, através de gravação telefônica. A constatação foi que já haviam acertado o valor de 600 mil para comprar todas as lideranças do município. A Justiça entende que só é ilegal quando nenhum dos interlocutores sabe da gravação", sentenciou o advogado Francisco Ferreira, acrescentando que o prefeito que aparece na gravação imaginava que estava continuando a negociação com os interlocutores do senador Cássio.
Francisco Ferreira explicou os próximos passos a serem tomados pelo jurídico da coligação. "O primeiro passo é da Polícia Federal, porque compete a ela intimar os envolvidos para que prestem declarações. É requerido também que seja aberto um inquérito policial federal por crime eleitoral, e que seja remetido imediatamente ao Ministério Público Eleitoral também para a propositura de ação de investigação judicial eleitoral", disse.
Candidatura sob risco
Além da denúncia de crime eleitoral, a campanha de Cássio enfrenta outro problema. É que a Procuradoria Regional Eleitoral da Paraíba pediu a impugnação de sua candidatura, alegando que ele está inelegível por ter sido cassado nas eleições de 2006. Em 2010, o tucano foi eleito senador da República, mas só tomou posse um ano depois, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a vigência da Lei da Ficha Limpa só valeria para o pleito de 2012.
Cássio foi condenado por abuso de poder político e econômico durante campanha à reeleição em 2006. Segundo a Justiça, ele distribuiu 35.000 cheques para eleitores sob o argumento de se tratar de um programa assistencial e promoveu sua candidatura em um jornal oficial.
Créditos: Brasil 247

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Ataque mata oito crianças em Gaza

Um bombardeio em um campo de refugiados matou oito crianças hoje (28), em Gaza. Outro ataque atingiu o Hospital Al Shifa, também em Gaza, mas não há informação sobre mortes. Apesar das autoridades palestinas responsabilizarem o Exército de Israel, este afirma que o ataque veio de foguetes disparados pelo próprio Hamas, em uma ofensiva frustrada.
 A porta-voz do Exército de Israel, Avital Leibovich, atribuiu o ataque ao Hamas, conforme publicação em sua conta no Twitter, na tarde de hoje. “Uma tentativa frustrada de acertar Israel com foguetes de longo alcance, próximo a um hospital, atinge jardim de infância em Gaza”, diz Leibovich.
Pelo menos dez palestinos, entre eles três crianças, morreram na última noite após ataques na Faixa de Gaza, informaram os serviços de emergência locais. De acordo com o porta-voz dos serviços de emergência, Ashraf Al Qudra, cinco pessoas, incluindo três crianças, foram mortas quando um projétil disparado por um carro de combate atingiu uma casa no norte da cidade de Jabaliya. De acordo com o porta-voz, uma pessoa morreu após ataque no centro da cidade e mais quatro na cidade sulista de Khan Yunis.
Os bombardeios israelenses ocorridos na última noite ocorreram após a morte de quatro soldados em um ataque no Sul de Israel e de outro no Sul de Gaza, informou o Exército. Em três semanas de conflitos entre Israel e o Hamas, movimento islâmico que controla a Faixa de Gaza, a ofensiva israelense deixou cerca de 1.050 mortos – mais de três quartos, civis, segundo as Organização das Nações Unidas (ONU) – além de cerca de 6.200 feridos ma Faixa de Gaza.
Créditos: Agencia Brasil

Dilma sobre Santander "Inadmissível, lamentável"

A presidente Dilma Rousseff classificou como "inadmissível" e "lamentável" a atitude do banco Santander, que emitiu um comunicado aos clientes de alta renda alertando para o risco à economia brasileira, caso Dilma vença as eleições. "É inadmissível, lamentável, para qualquer candidato", afirmou a presidente, durante sabatina promovida por Folha, Uol, SBT e Jovem Pan.
Dilma disse que terá "atitude bastante clara em relação ao banco" e afirmou ter considerado o pedido de desculpas da instituição como "bastante protocolar". Questionada se pretendia processar o banco, respondeu que irá "conversar primeiro" a respeito. "Eu conheço bastante bem o senhor do banco, pretendo conversar a respeito", acrescentou, sobre o presidente mundial, Emilio Botín, que é recebido com frequência no Palácio do Planalto.
No comunicado, o Santander disse que a reeleição da Dilma seria prejudicial à economia. No pedido de desculpas, afirmou: "a instituição pede desculpas aos seus clientes e acrescenta que estão sendo tomadas as providências para assegurar que nenhum comunicado dê margem a interpretações diversas dessa orientação". Emilio Botín tentou minimizar a responsabilidade da instituição: "não foi o banco, foi um analista" .
Créditos: Brasil 247

Reino Unido constrói entradas separadas para pobres

Reino Unido constrói entradas separadas para pobres

Em Londres, floresce uma nova tendência: em prédios prestigiados constroem-se entradas diferentes – para os pobres e ricos, escreve o The Guardian
Para obter uma permissão para construir prédios de muitos andares nas áreas de prestígio da capital britânica, os construtores devem incluir no seu plano vários apartamentos de preço mais acessível, porém, os habitantes mais pobres terão uma entrada separada para o edifício.
Esta tendência já foi chamada de "portas para os pobres" ("poor doors"). Mesmo o espaço para armazenamento de bicicletas, tubos de despejo e entrega de correio de ricos e pobres são diferentes. Os saguões também distinguem-se radicalmente: se o dos ricos é mais parecido com o átrio de um hotel de luxo, os moradores mais pobres são forçados a entrar na casa através de uma porta lateral desconfortável.
O Partido Verde já acusou os construtores de "desprezar as pessoas comuns" e declarou que "os construtores vendem apartamentos de luxo a investidores ricos que não querem interferir com os moradores locais mais pobres".Foto: RIA Novosti/Denis Voroshilov
Créditos: Voz da Russia

Campanha de Dilma reage contra links patrocinados de Aécio Neves

Comitê de campanha da presidente Dilma Rousseff entrou com representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a empresa Empiricus Consultoria & Negócios, que está veiculando por posts patrocinados no Google conteúdo favorável ao candidato Aécio Neves (PSDB) e desfavorável a Dilma. Segundo o coordenador do PT, Flávio Caetano, a propaganda é juridicamente reprovável. A ação também é contra o Google e contra o presidenciável. “A empresa Empiricus tem se utilizado de posts patrocinados junto ao Google para divulgar conteúdo propagandístico favorável a Aécio e desfavorável a Dilma, o que é juridicamente reprovável", disse o coordenador do PT, Flávio Caetano.
 “Desde o início do período eleitoral, a Empiricus vem vinculando suas publicidades a cenários que se referem ao pleito presidencial de 2014”, dizem os advogados da campanha petista na ação. “Ocorre que o conteúdo de sua propaganda ultrapassa qualquer limite da liberdade de informação e atenta frontalmente aos ditames da legislação eleitoral, chegando a incitar, em seu anúncio pago, um certo ‘terrorismo’ no mercado financeiro, em caso de vitória da candidata".
Créditos: Jornal GGN

Alimentos que ajudam a emagrecer

Até parece conto do vigário: mas é possível, sim, perder calorias comendo. Basta optar pelos alimentos com calorias negativas, ou seja, aqueles que, ao serem consumidos, o organismo gasta mais energia para digeri-los do que aquelas que foram ingeridas. “Pode-se dizer que são alimentos que não acrescentam calorias ao organismo, auxiliando assim no emagrecimento” explica a nutricionista Laís Coelho, da Natue.
Na lista  dos que no resultado final não acrescentam calorias a mais no corpo entram as frutas e verduras, além das carnes magras. “Além disso, existem também alguns alimentos com ação termogênica, ou seja, são capazes de acelerar o metabolismo, aumentando o gasto energético e ajudando a emagrecer", acrescenta.

Além do efeito emagrecedor, incluir esses alimentos na dieta é importante até para quem não precisa se preocupar em manter a forma. “São benéficos à saúde, e devem ser incluídos na alimentação diária com os outros grupos alimentares”, recomenda a nutricionista. Mas abusar deles não faz bem. “Assim como a falta, o excesso também pode ser ruim", explica Laís. Ela recomenda que a pessoa siga uma alimentação equilibrada, ou seja, composta pelos mais variados tipos de alimentos, incluindo cereais, leguminosas, carnes, frutas, verduras e legumes, Além disso, a pratica de atividade física é essencial para quem busca uma vida mais saudável.
Créditos: WSCOM

Conselho de Segurança da ONU pede cessar-fogo humanitário imediato em Gaza

Faixa de GazaO Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) formalizou na madrugada de hoje (28), em Nova York, uma declaração apelando para um “cessar-fogo humanitário imediato e incondicional” entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza. Aprovada por unanimidade pelos 15 membros do conselho, a declaração pede para as partes envolvidas no conflito “aplicarem totalmente” o cessar-fogo durante a celebração do fim do Ramadã, esta semana, e estenderem para além desse período, buscando uma negociação da paz na região.
As 15 nações apelaram ao “respeito pleno do direito humanitário internacional, sobretudo no que diz respeito à proteção dos civis” e enfatizaram que “as instalações civis e humanitárias, incluindo as da ONU, devem ser respeitadas e protegidas”. Há três dias, um bombardeio atingiu uma escola da ONU em Gaza. A declaração também cobra de ambas as partes o “esforço de implementar um cessar-fogo duradouro e totalmente respeitado, baseado na iniciativa de mediação egípcia”.

O Conselho de Segurança também ressaltou a necessidade de fornecimento imediato de assistência humanitária à população da Faixa de Gaza, com o aumento das contribuições dos países ao Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados (Acnur). Além dos cinco membros permanentes (Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido e França), os dez membros eleitos que compõem o conselho atualmente são: Argentina, Austrália, Chade, Chile, Coreia do Sul, Jordânia, Lituânia, Luxemburgo, Nigéria e Ruanda.O Conselho de Segurança é o único órgão do sistema internacional capaz de adotar decisões obrigatórias para todos os Estados-Membros da ONU, podendo, inclusive, autorizar intervenção militar para garantir a execução de suas resoluções. Dos 15 países do conselho, cinco são membros permanentes – Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China – e dez são rotativos, ficando dois anos no órgão e sendo substituídos. O voto negativo de apenas um membro permanente configura veto a uma eventual resolução do conselho. A declaração foi divulgada logo depois da reunião de emergência, ocorrida à meia-noite (1h no horário de Brasília), entre os 15 países-membros do Conselho de Segurança. Desde o início do mais recente conflito entre Israel e o Hamas, mais de mil palestinos e 43 soldados israelenses morreram.  Foto: Lusa/Atef Safadi
Créditos: Agencia Brasil

Confrontos no leste da Ucrânia deixam 13 civis mortos

Confrontos no leste da Ucrânia deixam 13 mortosConfrontos em Gorlivka, Leste da Ucrânia, fizeram pelo menos 13 mortos hoje, entre os quais duas crianças. Segundo autoridades locais, as mortes foram resultado de confrontos entre separatistas pró-russos e forças governamentais. Uma das crianças tinha 1 ano de idade e a outra tinha 5. 
Segundo a administração regional de Donetsk, as equipas médicas presentes no teatro de operações, a 45 quilômetros a norte da cidade de Donetsk, estão “debaixo de fogo”.
Créditos: EBC