Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sábado, 30 de novembro de 2013

Dilma vai 47%, diz Datafolha

A presidente Dilma Rousseff subiu cinco pontos percentuais na pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (30) pelo instituto, na comparação com o levantamento anterior, feito em outubro. Antes com 42% de intenções de voto no cenário que envolve o senador Aécio Neves (PSDB) e o governador Eduardo Campos (PSB), agora a presidente marca 47%, contra 19% para Aécio e 11% para o presidenciável do PSB. Na pesquisa anterior, o senador mineiro tinha 21% e o governador pernambucano, 15% – que significa que a presidente cresceu tomando espaço dos adversários.

Num dos cenários testados pelo Datafolha, Dilma teve 41%, contra 24% de Marina Silva e 19% de José Serra – o que levaria a disputa para o segundo turno.
Num outro quadro, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, foi testado e apareceu com 15% das intenções de voto.
Foram feitas também simulações com o ex-presidente Lula como candidato do PT – em todos os cenários ele venceria em primeiro turno.
Créditos: Portal Brasil 247

Agricultor com renda de R$ 600 por mês banca dois filhos na faculdade

pai-estudantes
A belíssima história do agricultor “José Orlando Balbino” enche os olhos de lágrimas de quem sabe o que é ter filhos em uma universidade, e principalmente quando o estudante está longe da família, aumentando os custos com transporte, alimentação e moradia, sendo a única fonte de renda… nada mais que 600 reais/mês, pouco menos que o salário mínimo dos brasileiros.
Seu Balbino é agricultor, mas nesse momento difícil que passa o semi-árido seridoense com a seca, seu sustento ficou mais limitado ainda, já que o trabalho se limita à luta de gado, na fazenda Umari, a 25 km de Caicó-RN. E para tentar conseguir um extra, sua esposa, Maria das Graças Dantas, cria galinhas e alguns caprinos. E foi da venda de dois desses animais que a família conseguiu comprar o anel de formatura para um dos filhos, que já se formou.
Cleidson Dantas Balbino, é um exemplo a ser seguido por um filho, tem apenas 24 anos e se formou pela UERN, em Física, e todas as suas despesas foram custeadas pelos pais, já que o jovem não conseguia trabalhar em face dos dois períodos de aulas (manhã / tarde), detalhe… foram mais de quatro anos indo e voltando a Pau dos Ferros. E para a história ficar mais bonita ainda, o garoto não abandonou sua raiz, fez questão de mostrar o pai aos amigos, e com muito orgulho o convidou para ser o padrinho de diplomação.
“Sinto muito orgulho do meu pai, ele é honesto, trabalhador e tudo que ganha é para o sustento da família, vou devolver a ele tudo que fez por mim, tenho certeza! Nunca vou esquecer que ele e minha mãe venderam dois animais e juntaram mais um pouquinho para completar o dinheiro de comprar o meu anel de formatura, que custou 900 reais”, completou o rapaz.
A história não acabou, com um dos filhos já formado recentemente, chegou a vez da filha, Cleide Alane Dantas Balbino, 22 anos, que iniciou o curso de letras pela UERN, também na cidade de Pau dos Ferros, e como tudo recomeçou, o casal pega os 150 semanais que recebe, faz a feira com 90 reais e guarda o restante, 60 reais. No fim do mês envia para a filha os 240 reais que juntou nas quatro semanas do mês, e para o dinheiro ser suficiente, a jovem pratica a rotina do irmão, almoça no restaurante popular em Pau dos Ferros.
A história do casal José Orlando e Maria das Graças leva qualquer um a raciocinar que a felicidade não está em volta da materialidade, mas sim das conquistas intelectuais e da decência do ser humano, com isso o comportamento exemplar praticado pelo casal devia ser seguido por pessoas que passam por cima de conceitos básicos da família, que é o amor, e isso não se tem com dinheiro, mas com doutrina e respeito.
(Por Edilson Silva)
Leia mais em Focando a Notícia
Créditos: Focando a Notícia

OAB pede ao CNJ que investigue Joaquim Barbosa

Edição/247 Fotos: Folhapress/ABr/Reprodução:
Aprovada, por unanimidade, pela Ordem dos Advogados do Brasil, uma decisão que ainda é ainda mais grave do que uma simples moção de repúdio ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa. A OAB irá cobrar do Conselho Nacional de Justiça uma investigação sobre a troca do juiz responsável pela execução das penas do chamado "mensalão". Após pressões de Joaquim Barbosa, repudiadas por juristas e advogados, o juiz titular da Vara de Execuções Penais, Ademar Vasconcelos, foi substituído por Bruno Ribeiro, filho de um dirigente do PSDB do Distrito Federal. A decisão fere direitos da magistratura e também dos réus.
A decisão causou espanto na magistratura. "Eu espero que não esteja havendo politização, porque não vamos permitir a quebra de um princípio fundamental, que é uma garantia do cidadão, do juiz natural, independentemente de quem seja o réu", afirmou João Ricardo dos Santos Costa, presidente eleito da Associação dos Magistrados do Brasil. Segundo o jurista Claudio Lembo, já existem razões objetivas para o impeachment de Joaquim Barbosa. Os juristas Dalmo de Abreu Dallari e Celso Bandeira de Mello publicaram um manifesto em que defendem uma reação do Supremo Tribunal Federal, para que a corte não se torne refém de seu presidente.
A OAB agiu em resposta a uma cobrança pública feita por um ex-presidente da entidade, José Roberto Batochio, em reportagem publicada no 247.  "Se alguém pode trocar um juiz, porque acha que este será mais rigoroso com os réus, deveria também ser facultado aos réus o direito de escolher o juiz pelo qual querem ser julgados", disse Batochio.
Pela primeira vez na história, o Conselho Nacional de Justiça receberá um pedido de investigação contra um ato de seu próprio presidente, uma vez que Joaquim Barbosa, como chefe do STF, acumula também o comando do CNJ.
 Leia matéria completa no portal Brasil 247
Créditos: Brasil 247

Previdência alerta para golpe em segurados do INSS

 Aposentados devem estar atentos a golpe que tem se tornado recorrente nos últimos meses: uma correspondência sobre uma falsa Auditoria Geral da Previdência, convocando-os para uma "chamada para resgate". O alerta foi dado ontem (29) pela Previdência Social. Segundo a pasta, quatro pessoas se dirigiram a agências da Previdência Social para entender sobre o que se tratava.
Segundo o falso texto, os segurados teriam direito a resgate de valores devidos a participantes de carteiras de pecúlio que teriam sido descontados da folha de pagamento como aposentadoria complementar.
A Previdência Social esclarece que não entra em contato com seus segurados por meio desse tipo de correspondência nem tem relação com planos de previdência complementar para segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). “Os benefícios pagos mensalmente pelo INSS são da previdência pública, contributiva por todos os trabalhadores filiados ao Regime Geral de Previdência Social", esclarece nota do ministério.
A orientação é que o cidadão que for vítima desse tipo de abordagem registre imediatamente um boletim de ocorrência na Polícia Civil e comunique o fato à Ouvidoria Geral da Previdência Social. Para entrar em contato com a Ouvidoria, basta ligar na Central 135 ou acessar a página do Ministério da Previdência Social na internet.
A Previdência Social também alerta a população para que não forneça os dados pessoais para terceiros, já que as informações podem ser utilizados para fins ilícitos, e lembra que não solicita dados pessoais dos segurados por e-mail ou telefone.
A principal recomendação da instituição aos segurados é que não utilizem intermediários para entrar em contato com a Previdência. O cidadão também pode agendar uma visita a uma Agência da Previdência Social, onde será atendido por um servidor especializado e receberá as devidas orientações.
Créditos: Agencia Brasil

Sexo pode ser a causa de dor de cabeça

 Alguns tipos de dor de cabeça só acontecem durante o ato sexual. São dores de cabeça raras, mas que não devem ser negligenciadas, pois podem sinalizar alguma doença grave como um sangramento cerebral. As cefaleias ligadas ao ato sexual são chamadas de cefaleias pré-orgásticas e orgásticas. A cefaleia pré-orgástica ocorre durante a relação sexual, com sua intensidade aumentando conforme a excitação sexual aumenta. Costuma ocorrer na cabeça toda e região cervical. A cefaleia orgástica ocorre de maneira súbita no exato momento do orgasmo, como uma dor explosiva e de forte intensidade. Não se sabe ainda porque essas cefaleias ocorrem, mas a cefaleia pré-orgástica parece estar ligada a uma excessiva contração muscular na região da cabeça e pescoço durante o ato sexual. Já as cefaleias orgásticas podem acontecer devido à contração dos vasos sanguíneos da cabeça, durante e logo após o orgasmo.
Essas cefaleias acometem mais os homens que as mulheres, sendo mais comum entre os 20 e 40 anos. Tendem a ter curta duração, mas podem durar ate 24 horas e requerer tratamento medicamentoso. É mais comum em pessoas que tenham enxaqueca e cefaleia do tipo tensional, indivíduos com obesidade e/ou muito estressados. As dores de cabeça não necessariamente ocorrem em todas as relações sexuais. A frequência pode variar de individuo para individuo, sendo que alguns podem apresentar essas cefaleias esporadicamente, mas outros podem apresentar em todas as relações sexuais.
Todo homem ou mulher que apresentar pela primeira vez uma cefaleia aguda e de forte intensidade no ato sexual deve procurar um atendimento medico de urgência. Exames precisam ser realizados para exclusão de quadros graves como rompimento de aneurismas e sangramentos cerebrais - e esses exames devem ser realizados o mais rápido possível. Se os resultados se mostrarem normais, um neurologista deve acompanhar esse quadro.
Dependendo da duração, e principalmente da frequência da cefaleia, podem ser indicados medicamentos no momento da crise e medicamentos para prevenir que as crises aconteçam.
Créditos: WSCOM/Minha Vida

56% dos homens já tiveram atitude violenta com a companheira

violência

A pesquisa Percepções dos Homens Sobre a Violência Doméstica contra a Mulher, elaborada pelo Data Popular a pedido do Instituto Avon, revelou que 56% dos homens já tiveram atitudes que caracterizam violência doméstica contra suas parceiras. De acordo com o estudo divulgado ontem (29), na capital paulista 41% dos brasileiros conhecem pelo menos um homem que tenha sido violento com sua parceira. Para fazer a pesquisa foram entrevistados 995 homens e 505 mulheres a partir de 16 anos em 50 municípios das cinco regiões do país.
A pesquisa mostrou ainda que 16% dos entrevistados admitem já ter sido agressivos com a companheira. Mas quando listada uma série de atitudes consideradas violentas, é que se chega ao resultado de 56% deles admitindo terem sido agressivos. Entre os itens apontados estão: xingou, empurrou, ameaçou com palavras, deu um tapa, um soco, impediu de sair de casa, arremessou algum tipo de objeto, humilhou em público,obrigou a fazer sexo sem vontade e ameaçou com arma.
Segundo o estudo, 53% dos homens entram no casamento com expectativa de felicidade, mas a mesma porcentagem atribui à mulher a responsabilidade pelo sucesso da união. Ainda dentro das expectativas 85% acham inaceitável a mulher ficar alcoolizada, 69% não concordam que ela saia com amigos sem sua companhia e 46% consideram inaceitável o uso de roupas justas e decotadas.
O estudo indicou também que a mulher ainda é vista como responsável pelo trabalho doméstico, já que 89% não aceitam que a mulher não mantenha a casa em ordem. Em outro aspecto a pesquisa constatou que 29% dos entrevistados acreditam que o homem só bate porque a mulher provoca e 23% batem porque só assim a mulher "cala a boca", além de que 12% acham que têm razão em bater na mulher caso ela os traia.
O ambiente na infância pode ser o fator influente no comportamento do homem adulto. Do total, 67% dos agressores presenciaram discussões dos pais quando crianças, enquanto entre os não agressores esse número cai para 47%. Entre os agressores 21% viram violência física e entre os não agressores esse índice cai para 9%.
Quando questionados sobre a Lei Maria da Penha, 92% dos homens se disseram favoráveis, mas 35% afirmaram que a desconhecem parcial ou totalmente. A maioria dos homens não entende que a lei atua para diminuir a desigualdade de gênero. Para  37%, as mulheres desrespeitam mais os homens por causa da lei e 81% defendem que os homens também deveriam ser protegidos pela lei.
O presidente da Avon, David Legher observou que a pesquisa mostrou que a sociedade ainda está muito longe de poder dizer que a violência doméstica não existe. Segundo ele, a ideia de ouvir homens nesta edição da pesquisa que é feita desde 2009, veio para sentir as impressões do gênero sobre o tema, e o resultado impressionou. "No Brasil, a cada quatro minutos uma mulher é vítima de violência doméstica e a cada minuto uma morre em função disso. Temos que erradicar esse comportamento da sociedade. A pesquisa mostra que a mulher acha normal que isto aconteça. O primeiro passo é a mulher acordar desta situação. Tem que perceber e contar esta história para alguém", ressaltou.
A ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci, destacou que o poder público não tem condições de enfrentar esta realidade sozinho, e para acabar com a violência contra as mulheres é necessário que os movimentos sociais e empresas participem. “As parcerias com empresas e movimentos sociais são uma determinação do governo federal. Temos que aproveitar e transformar isto em políticas públicas, porque neste momento se reconhece a existência do fenômeno. E estas políticas públicas devem reverter de fato estes dados.”
O fato de muitas atitudes violentas serem consideradas normais pelos homens e nem serem lembradas por eles é cultural e patriarcal, como se fizesse parte do contrato do casamento. Eleonora lembrou que até dez anos atrás as feministas ficavam isoladas sem conseguir mostrar essa realidade. “No governo de Luiz Inácio Lula da Silva as políticas ficaram mais sérias e punitivas. O machismo existe e temos que mudar essa sociedade sexista. Nas novas gerações já há mudanças de comportamento.”
A ministra disse não ver muitas mudanças entre os homens adultos. “Depende do meio em que vive, a cultura em que está envolvido, mas acredito que estamos no caminho certo porque a sociedade está inteiramente mobilizada. Esta mudança de mentalidade é para mim o maior desafio. Devem ser feitas campanhas de acesso maior das mulheres à informação, acolhimento maior e julgamentos exemplares”, explicou.
Créditos: Rede Brasil Atual

Rio registrou 92 mil casos de aids

Estado do Rio registrou 92 mil casos de aids em 12 anos

O estado do Rio registrou 92.178 casos de aids entre os anos de 2000 e 2012. A taxa de incidência da doença aumentou de 29,9 casos por 100 mil habitantes, em 2000, para 32 por 100 mil habitantes, em 2011. Na região metropolitana, a incidência sobe para 37,3 casos por 100 mil pessoas, em 2011. Os dados foram divulgados ontem (29) pela Secretaria Estadual de Saúde, em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Aids, lembrado no domingo (1º).
Em 1984, a proporção eram 14 homens infectados para cada mulher infectada, e em 2012, passou para 14 homens a cada dez mulheres. A maior parte dos casos ocorre entre homens homossexuais e mulheres heterossexuais. Para ambos os sexos, os casos se concentram na faixa etária dos 20 aos 49 anos.
De acordo com a secretaria, o diagnóstico tardio ainda é preocupante e atrapalha no combate à doença, pois cerca de 40% das mortes relacionadas à aids poderiam ser evitadas se o paciente descobrisse ter o vírus HIV antes do aparecimento dos primeiros sintomas. No estado, 30% das gestantes com a doença não usaram medicamentos antirretrovirais, o que poderia ter evitado a transmissão para o bebê, e 24% só souberam do diagnóstico durante a gestação.
A tuberculose é a principal causa de morte de pessoas com aids no país, responsável por 20% das mortes. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 655 mil pessoas vivem com aids. O uso de preservativos ainda é a principal forma de prevenir a doença, além de não compartilhar seringas.
Créditos: Agência Brasil

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Combustível de helicóptero flagado com drogas é custeado pela Assembleia

A-G

A Assembleia Legislativa de Minas banca o combustível do helicóptero do deputado estadual Gustavo Perrella (SDD), flagrado com 445 kg de pasta base de cocaína, no último domingo, no Espírito Santo. Entre janeiro e outubro deste ano, o parlamentar gastou R$ 14.071 com querosene para avião, segundo o relatório do Portal da Transparência do Legislativo. O Ministério Público de Minas informou que irá investigar o caso. A Casa ainda pagava, desde abril, o salário de R$ 1.700 para o piloto que dirigia a aeronave, Rogério Almeida, exonerado na terça-feira (26). 
O valor gasto só neste ano é suficiente para a compra de 2.814 litros, levando em consideração que o litro de querosene de avião custa R$ 5, segundo uma pesquisa da reportagem em empresas especializadas. Com o total seria possível percorrer, no mínimo, 6.500 quilômetros.
O deputado Gustavo Perrella confirmou ontem que utiliza a verba indenizatória para encher o tanque da aeronave Robinson R-66, que pertence à sua empresa Limeira Agropecuária e Participações Ltda. Perrella reconhece, inclusive, que usa a máquina para deslocamentos pessoais e da sua empresa, em sociedade com a irmã Carolina Perrella e o primo André Almeida Costa.
Os abastecimentos com recursos da verba indenizatória são regulares e só não aconteceram em fevereiro e abril deste ano. Em junho, por exemplo, o valor gasto chegou a R$ 3.483. Em julho, no recesso parlamentar, o deputado gastou R$ 1.547 em querosene de avião.
Por mês, cada parlamentar pode gastar R$ 5.000 com combustível e lubrificante. A assessoria da Casa afirmou ontem que o valor não poderia ser gasto com transporte aéreo, mas depois voltou atrás e disse que os pagamentos, desde que fossem para viagens a trabalho, eram legais.
 O promotor Eduardo Nepomuceno disse que há suspeita de irregularidade e que irá abrir uma investigação. “Os gastos só podem ser para uso do exercício do mandato. Lembro que o MP já investiga os gastos da mesma natureza referentes a Zezé Perrella (senador, pai de Gustavo) no período em que este foi deputado estadual”, explicou o promotor.
Gustavo Perrella afirma que não há irregularidade em abastecer o helicóptero de sua empresa com o dinheiro da Assembleia. “Todas as vezes que abasteci com a verba da Assembleia foi a trabalho, para visitar as minhas bases”, disse.
Além do transporte aéreo, o deputado não dispensa o uso de carros. Só neste ano, o abastecimento de seus veículos demandou R$ 27.185 da sua cota de verba indenizatória. A Assembleia não exige a comprovação das gastos. “Subentende-se que foi a trabalho”, disse a assessoria da Casa. (Larissa Arantes)
Créditos:Jornal o Tempo

Pesquisa mostra desinformação e preconceito entre jovens de 18 a 29 anos

 Pouco mais de quatro em cada dez jovens entre 18 e 29 anos concordam, total ou parcialmente, com a ideia de que mulheres que se vestem de forma insinuante não podem reclamar se sofrerem violência sexual e pouco mais de 10% são indiferentes a esse tipo de violência. É o que mostra a pesquisa Juventude, Comportamento e DST/Aids, encomendada pela Caixa Seguros, aprovada pelo Comitê de Ética da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília e feita com o acompanhamento da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e do Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids (DST/Aids) e Hepatites Virais do Ministério da Saúde. Os resultados mostram alto grau de desinformação, preconceito de gênero e contra homossexuais.
Para o coordenador da pesquisa, Miguel Fontes, que é doutor em saúde pública, o machismo ainda está muito presente entre os jovens, “principalmente os homens”. Pouco mais de 9% dos entrevistados concordam ou são indiferentes ao fato de um homem agredir uma mulher porque ela não quis fazer sexo e pouco mais de 11% têm a mesma opinião com relação a homens que batem na parceira que o traiu.
Para a socióloga do Centro Feminista de Estudos e Assessoria (Cfemea) Jolúzia Batista, essa geração de jovens sofreu um avanço conservador nos últimos anos. Na sua opinião, uma educação não sexista nas escolas é fundamental para mudar esse cenário. “Nós vemos que hoje a violência surge como uma forma de colocar a mulher nos trilhos, de corrigi-la. É preciso investir em educação para mudar isso“, defende.
Para a pesquisa foram entrevistados 1.208 jovens entre 18 e 29 anos em 15 estados e no Distrito Federal, sendo 55% mulheres. Os critérios da coleta de dados, feita em 2012, são semelhantes aos adotados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O trabalho foi concebido e analisado pela John Snow Brasil Consultoria, e a coleta de dados foi feita pela Opinião Consultoria.
Entre os jovens entrevistados, apenas 30% estudam e 56% já foram reprovados no colégio. Mais da metade são católicos e quase um terço, evangélicos. De cada dez, seis acessam a internet com frequência e cinco navegam pelo menos duas horas por dia.  A maioria perdeu a virgindade entre os 14 e os 18 anos, 10% ainda não tiveram relação sexual, 95% se declararam heterossexuais, 3% disseram ser bissexuais e os 2% restantes, homossexuais.
Créditos: Agencia Brasil

Siria: há mais crianças refugiadas do que na escola

Siria: há mais crianças refugiadas do que na escola, mostra ONU  Pesquisa divulgada hoje (29) pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) mostra que há mais crianças sírias refugiadas do que na escola. O trabalho refere-se à situação dessas crianças no Líbano e na Jordânia, principais receptores de deslocados do país. De acordo com a pesquisa O Futuro da Síria – Crianças Refugiadas em Crise, há cerca de 1,1 milhão de crianças refugiadas, 52% do total de deslocados pelos conflitos, dos quais mais da metade não estão matriculadas em uma instituição de ensino.
Dados do levantamento mostram ainda que mais de 3,7 mil crianças vivem, de modo geral, em situação de estresse psicológico, separadas de seus pais e envolvidas em trabalho ilegal. Segundo a organização, há mais de 70 mil famílias sírias refugiadas desde o início dos conflitos no país, em março de 2011.
“Se não agirmos rapidamente, uma geração de inocentes se tornará a última vítima de uma guerra terrível”, disse o alto comissário da ONU para Refugiados, António Guterres.
Os países com a maior quantidade de crianças sírias refugiadas são o Líbano (385 mil), a Turquia (294,3 mil), a Jordânia (291,2 mil), o Iraque (77,1 mil) e o Egito (56,1 mil).
"Crianças de quatro ou cinco anos desenharam imagens de foguetes, armas, sangue e de casas sendo destruídas. Outras mostraram o desejo de ir para casa, em desenhos com mensagens como 'Eu Amo a Síria', informou a pesquisa.
Para elaborar o documento, os pesquisadores ouviram relatos de crianças refugiadas e de menores em treinamento para combate. De acordo com o estudo, 29% das crianças entrevistadas relataram que saem de casa uma vez por semana ou menos.
Como forma de mitigar a situação, a Acnur pede que as pessoas façam doações, compartilhem em redes sociais informações sobre o conflito e, se possível, enviem mensagens às crianças por meio da instituição.
Desde o inícios dos conflitos no país, a ONU estima que mais de 115 mil pessoas tenham sido mortas. Um relatório divulgado pelo centro de reflexão britânico Oxford Research Group informou que mais de 11 mil crianças e adolescentes foram mortos no conflito sírio, 128 vítimas de armas químicas e 389 de francoatiradores.
Nos últimos meses, o governo sírio admitiu que há escassez de medicamentos. Um surto de poliomielitefoi comprovado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
Créditos; Agencia Brasil

Banco do Nordeste: Meio bilhão de reais do Plano Safra Semiárido



Em menos de cinco meses (julho a 25 de novembro), o Banco do Nordeste contratou mais de R$ 562 milhões, no âmbito do Plano Safra Pronaf Semiárido, programação do Governo Federal que conta com R$ 4 bilhões para a agricultura familiar da região. Os recursos foram distribuídos em 130.860 operações de crédito. Somente na Paraíba, a quantidade de operações e valores contratados foram de 13.497 e R$ 48,6 milhões, respectivamente.
O Banco do Nordeste dispõe de crédito para custeio, com taxas de juros de 1% a 3% ao ano, e investimentos, com juros que vão de 1%, a 2% ao ano, para agricultores familiares de todos os portes. Os pronafianos do grupo B (possuem renda bruta anual de até R$ 20 mil), são atendidos pelo programa de microcrédito rural do Banco do Nordeste, Agroamigo, que oferece taxa de juros de 0,5% ao ano e desconto de 40% para o pagamento realizado em dia. O Agroamigo  também atende agricultores(as) familiares de outros Grupos do Pronaf em operações de até R$ 15 mil, com crédito orientado e acompanhado.
A iniciativa também trouxe benefícios para as operações de investimentos realizados pelos programas:  Pronaf-Mais Alimentos; Pronaf-Agroindustria; Pronaf-Mulher; Pronaf-Agroecologia e Pronaf-ECO, diminuindo os juros para as operações realizadas em municípios do semiárido e destinadas a determinadas atividades.
Segundo o diretor de Desenvolvimento Sustentável e Microfinança, Stélio Gama, o Plano Safra Pronaf Semiárido também trouxe benefícios com relação à renegociação de dívidas. Os produtores rurais localizados no semiárido têm suas execuções e prazos processuais suspensos até dezembro de 2014; novos descontos para liquidação de operações de crédito rural contratados até 2006; a renegociação das operações que estavam inadimplentes em dezembro de 2011 e tenham sido contratadas a partir de 2007; além da renegociação das operações e novas linhas de crédito para recomposição de dívidas contratadas até 2006.
O Plano Safra Pronaf Semiárido é uma extensão do Plano Safra da Agricultura Familiar e complementa as ações que os governos federal e estaduais têm implementado para garantir a segurança hídrica da região e a segurança produtiva, impulsionando sistemas de produção adaptados à realidade do clima, melhorando, dessa forma, a estrutura para produtores rurais convivam com a seca. É o primeiro plano safra voltado especificamente para a região do semiárido nordestino.
Créditos: Paraíba Total

Nova espécie de gato selvagem descoberta no Brasil

animais, brasil, gato selvagem, gato silvestre, gato-pequeno-do-mato, gato-do-mato Segundo a mídia internacional, os investigadores tinham pensado que só existia uma espécie de gato-do-mato-pequeno brasileiro. Porém, as análises mais recentes demonstram que os habitats deste felídeo no nordeste e no sul do país são totalmente independentes. Não foi traçada nenhuma evidência de mestiçagem ou contato entre as duas áreas. A pesquisa foi realizada por um grupo de cientistas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRGS), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Universidade Federal do Maranhão. "O nosso estudo destaca a necessidade de prestar uma atenção urgente aos gatos-do-mato-pequenos do nordeste do Brasil, que são praticamente desconhecidos no que diz respeito à maioria dos aspectos da sua biologia", diz Eduardo Eizirik, da PUCRGS.
A diferença crítica entre as duas espécies levou os estudiosos a pensar em um nome para distinguir entre o "novo" gato silvestre e o já conhecido. O gato-pequeno-do-mato setentrional ficou batizadoLeopardus tigrinus, enquanto o já conhecido gato meridional recebeu o nome científico Leopardus guttulus. As duas espécies têm muito em comum, é geralmente por isso que não tinham sido reconhecidas como independentes antes.
Com este achado, já são 11 espécies de felídeos neotropicais (ainda no mês passado, só se sabia de 10). Todas elas são endêmicas da América do Sul, a maioria no Brasil.
Créditos: Voz da Russia

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Alstom nega pagamento de propina a tucanos

marcos cardoso costa alstonO Presidente da multinacional Alstom no Brasil, Marcos Cardoso Costa, negou hoje (28) que a empresa tenha usado consultorias de fachada para distribuir propina a integrantes de governos do PSDB em São Paulo desde 1995 (Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin).
Em depoimento na CPI dos Transportes da Câmara de Vereadores de São Paulo, Costa disse que “não é prática política” da Alstom corromper agentes públicos para ganhar contrato .
Investigações do Ministério Público e da Polícia Federal, com base em denúncias surgidas originalmente na Suíça, mostram que a Alstom e outras empresas corrompiam funcionários públicos para ganhar contratos em vários países. No Brasil, o esquema envolveu principalmente o metrô de São Paulo e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).
Segundo a PF, a distribuição da propina era feita por supostas empresas de consultoria, como MCA do empresário Romeu Pinto Júnior, que teria repassado R$ 47,5 milhões aos participantes do esquema. Ele disse ainda que a Alstom não possui tem contratos com a MCA.
“Eu desconheço qualquer contrato com a MCA. Nós podemos contratar consultoria, mas não temos contratos com a MCA”, disse. “A Alstom não paga propina. Todos os nosso contratos de consultoria são legais e foram pagos pelo serviço prestado. Não reconhecemos nenhum pagamento que não seja pela prestação de serviços de consultores reconhecidos pelo mercado. Não acredito que tenha havido esse procedimento, porque não é prática política da empresa”, defendeu.
O vereador Milton Leite (DEM) questionou Costa sobre a idoneidade da empresa e casos de propina em outros países. E também sobre sua inclusão na lista suja do Banco Mundial por atuações ilícitas.
“A Alstom teve de pagar por desvio de conduta pontuais na Malásia, Lituânia e Tunísia. O processo na Suíça foi encerrado, por que nós realizamos adequações de conduta que levou à extinção do processo em 2011”, respondeu.
Sobre o questionamento em relação ao Banco Mundial, o presidente alegou que foi um caso específico, que pesou sobre duas empresas do grupo.
“A inclusão se deu pela atuação de um funcionário na Zâmbia. Foi uma suposição, que não ficou provada, mas que levou à suspensão de duas empresas em nível mundial da Alstom, de realizar contratos com o Banco Mundial. Nós aceitamos a condição e estamos contribuindo com o Banco Mundial”, disse Costa.
“Mas se a empresa não era culpada por que aceitou as sanções impostas pelo Banco Mundial?”, questionou Leite. O executivo não respondeu.
Costa também não admitiu a formação de cartel denunciada por outra empresa, a Siemens, ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).
“A Alstom está colaborando com todas as investigações para as quais é intimada ou consultada. A Siemens fez um acordo de leniência para denunciar o que considera ser um cartel. Nós não vemos essa situação”.
Créditos: Rede Brasil Atual

"PT tem que reler sua história" afirma Lula

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula:
Em uma mensagem dirigida a candidatos do curso de prefeitos e vereadores da Escola Nacional de Formação do PT, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva convida o partido a voltar à sua origem. “O PT precisa voltar a reler a sua história, para saber nossa sanguinidade, nosso DNA, saber que viemos aqui não para ser igual aos outros, mas para fazer a diferença", diz Lula.
Leia alguns trechos de declarações do ex-presidente:
"Passamos a ter um partido diferente. Um partido que a gente imaginava que devesse ganhar a prefeitura, eleger o vereador, eleger deputado federal, deputado estadual, chegar ao governo do Estado e à Presidência para mudar, para fazer as coisas exatamente diferente, para fazer transparência, para combater a corrupção, para governar com a participação popular. É por isso que nós temos que ser diferente".
“O sucesso de uma administração é não fazer do cargo uma coisa acima do cargo. Tem que ter noção que está ali para servir, humildemente para servir. Se está para servir, tem que se despojar de qualquer orgulho pessoal, de que foi eleito, de que tem que fazer. Ouça o povo. E não tenha medo quando o povo estiver às vezes contra você."
Leia matéria completa no portal Brasil 247
Créditos; Portal Brasil 247

FGV oferece cursos online e de graça

A Fundação Getúlio Vargas oferece cursos online e gratuitos para quem quer se qualificar sem sair de casa e sem gastar. A FGV é a primeira instituição brasileira a ser membro do OpenCourseWare Consortium – OCWC –, um consórcio de instituições de ensino de diversos países que oferecem conteúdos e materiais didáticos sem custo, pela internet.
Entre os cursos oferecidos, estão: Como organizar o orçamento familiar,Como Fazer Investimentos, Como Planejar a Aposentadoria, Sustentabilidade no dia a dia: orientações para o cidadão, Sustentabilidade, um valor para a nova geração: orientações para o professor de ensino fundamental, Sustentabilidade aplicada aos negócios: orientações para gestores, Introdução ao Private Equity e Venture Capital para Empreendedores. A duração é de 10 a 15 horas, dependendo do curso.
Para ter acesso aos cursos que o FGV Online, o link é aqui. 
Créditos: Paraíba Total

SP: 44% dos professores e 28% dos alunos já sofreram violência na escola

Escola

Dados preliminares de uma pesquisa sobre violência nas escolas da rede estadual de São Paulo, que será lançada hoje (28) em um congresso do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), em Serra Negra (SP), apontam que 44% dos professores e 28% dos alunos já sofreram algum tipo de violência dentro das instituições.
Mais da metade dos alunos (57%) consideram a sua escola violenta. Entre os professores e pais o percentual foi ainda maior: 70% e 78%. A maior parte dos familiares entrevistados, no entanto, não soube mencionar casos concretos, o que indica pouco envolvimento direto com a escola, segundo a pesquisa.
Oitenta e quatro por cento dos 84% dos professores ouvidos e 77% dos alunos relataram ter tomado contato com casos de violência escolar no último ano. A maioria, nos três perfis, afirmou serem comuns brigas e xingamentos entre alunos e contra professores nas escolas.

Ao todo, 20% dos estudantes admitiram já ter cometido algum tipo de violência na escola. Os entrevistados consideraram que as principais vítimas da violência escolar são os próprios alunos.

Para tentar reduzir o problema, as escolas, em sua maioria, controlam a entrada e a saída dos alunos, profissionais e visitantes. Ainda assim, metade das instituições de ensino ouvidas pela pesquisa não conta com rondas escolares no entorno. Segundo a pesquisa, a mediação dos conflitos pela violência “às vezes é ensinada em casa”, uma vez que seis a cada dez pais afirmaram que acreditam que bater nos filhos seja aceitável.
Para os estudantes, a principal maneira de combater a violência é investir em projetos de cultura e lazer. Os professores acreditam que o debate seja o melhor caminho para reduzir as ocorrências. Já os pais, em sua maioria, acreditam que aumentar o policiamento ao redor da escola seja a ação mais efetiva.
Créditos: Rede Brasil Atual

Flamengo é tricampeão da Copa do Brasil

Depois de arrancar um empate por 1 a 1 jogando fora de casa na semana passada, o Flamengo conseguiu vencer o Atlético-PR por 2 a 0 no estádio do Maracanã e garantiu o título da Copa do Brasil. Esta é a terceira conquista do rubro-negro carioca da competição.
O Flamengo, que havia vencido a competição em 1990 e 2006, garantiu uma vaga para a Copa Libertadores da América de 2014. Os gols da vitória do rubro-negro carioca foram marcados por Elias (aos 41 minutos do segundo tempo) e Hernane (aos 49 minutos do segundo tempo).

O Flamengo começou a partida tentando garantir o título em casa. Porém, a equipe esbarrou na defesa do bom time do Atlético-PR e não conseguiu abrir vantagem no placar. A melhor chance da equipe treinada por Jayme de Almeida na primeira etapa foi aos 41 minutos. Em uma cobrança de falta, Luiz Antonio acertou o travessão.
No segundo tempo de jogo, o Atlético-PR (que precisava da vitória) partiu para cima do Flamengo e começou a ameaçar. Só que ao mesmo tempo que atacava o adversário, o furacão abriu espaço na defesa para contra-ataques. E foi aí que o Flamengo construiu a vitória.
Aos 41 minutos do segundo tempo, o Flamengo conseguiu chegar ao primeiro gol. Na jogada, Paulinho conseguiu pegar um rebote de um ataque, deu um ótimo drible no zagueiro Deivid e cruzou para Elias completar no canto direito do goleiro Weverton.
Depois do gol, o jogo ficou nervoso. Desesperado, o Atlético-PR tentou marcar o gol que levaria a decisão para os pênaltis com chuveirinhos na área. Mas quem marcou foi o Flamengo. Em mais um contra-ataque, Elias recebeu a bola na direita e cruzou para Hernane. O “brocador” bateu firme no canto e deu números finais ao jogo. Flamengo 2 x 0 Atlético-PR.

Flamengo (Alexandre Vidal - Fla Imagem)

Flamengo 2 x 0 Atlético-PR

Local: Estádio Mário Filho (Maracanã), no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo C. Van Gasse (SP)
Público: 57.991 pagantes / 68.857 presentes
Renda: R$ 9.733.785,00
Gols: Elias, aos 41, e Hernane, aos 49 minutos do segundo tempo
Flamengo: Felipe; Léo Moura (Marcos González), Wallace, Samir e André Santos; Amaral, Luiz Antônio, Elias e Carlos Eduardo (Diego Silva); Paulinho e Hernane. Técnico: Jayme de Almeida.
Atlético-PR: Weverton; Juninho, Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, Zezinho, Paulo Baier e Felipe (Dellatorre); Marcelo e Ederson (Ciro). Técnico: Vagner Mancini.
Créditos: EBC

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Corinthians: Acidente em obra da Arena provoca mortes

itaquerãoUm acidente por volta das 12h30 de hoje (27) nas obras do novo estádio do Corinthians, conhecido como Itaquerão, na zona leste de São Paulo, provocou 2 mortes e destruiu parte da arquibancada, segundo informou a Defesa Civil do Estado de São Paulo em nota oficial. De acordo com a corporação, "ocorreu o desabamento parcial da estrutura da obra". Conforme informações preliminares, os escombros atingiram um veículo ocupado por três operários, ocasionando o óbito de todos. A Defesa Civil informou que cinco viaturas dos Bombeiros e uma aeronave do Grupamento Aéreo da Polícia Militar participam dos trabalhos de busca e resgate de feridos.
A finalização das obras da Arena Corinthians, que será palco da partida de abertura da Copa do Mundo de 2014, é de responsabilidade da Odebrecht, que ainda não se pronunciou sobre o acidente. Na semana passada, a construtura informou que 94% da construção do estádio já estava concluída. A entrega está prevista para dezembro deste ano.
A assessoria do Corinthians divulgou comunicado às 13h40 no qual disse "lamentar profundamente o acidente ocorrido há pouco na Arena Corinthians", sem informar mais detalhes do ocorrido. A Odebrecht é responsável também pelos estádios Arena Fonte Nova, em Salvador, Arena Pernambuco, no Recife, e pelo Maracanã, no Rio de Janeiro.
por EFE publicado 27/11/2013 14:35

Dubai sediará a Exposição Universal Expo 2020


Em 27 de novembro de 2013, em Paris, durante a 154ª Assembleia Geral do Bureau Internacional de Exposições (BIE), foi determinada a cidade que sediará a Expo 2020.

O Comitê de Candidatura da Expo 2020 está felicitando o vencedor.
Entre os candidatos a organizar a Expo em 2020 estavam o Dubai (Emirados Árabes Unidos), Ekaterinburgo (Rússia), Izmir (Turquia), São Paulo (Brasil). A cidade de Ayutthaya (Tailândia) abandonou a corrida em junho de 2013.
Créditos: Voz da russia

Como um nazista se tornou governador de uma “terra de guerrilheiros”


marian kotleba, eslováquia, governadorUma notícia chocante veio da Eslováquia. Na sequência de eleições locais, o líder do partido ultranacionalista A Nossa Eslováquia, Marian Kotleba, se tornou governador da região de Banska Bystrica.
A notícia surpreendeu não só países europeus e a vizinha República Tcheca, mas também a própria Eslováquia. O primeiro-ministro Robert Fico, simplesmente se recusou a comentar, notando apenas que esta vitória não está ligada ao aumento de sentimentos nacionalistas na região. Mas como algo assim poderia ter acontecido numa antiga terra de guerrilheiros que em 1944 se levantou contra os nazistas? E é aqui, no coração da resistência antifascista, ganha uma pessoa que abertamente simpatiza à Alemanha nazista. O fato de que um nazista aberto se tornou governador não surpreende o professor da Universidade de Bratislava Vladimir Bachishin:
“Marian Kotleba é conhecido aqui há muito tempo. Durante muitos anos ele e seus partidários marcham em frente ao túmulo de Josef Tiso, o presidente da República Eslovaca, o qual efetivamente levou o país à ocupação. Os ativistas de extrema direita marcham em uniformes que lembram muito os nazistas. Eles são vistos como uma espécie de folclore. As declarações misantrópicas desse, se assim se pode dizer, político, são amplamente divulgadas. No entanto, o que ele diz sobre os ciganos tem todos os sinais de intolerância racial. De acordo com a lei eslovaca, tal retórica é rigorosamente perseguida. Mas em todos estes anos, nenhum político, nenhum partido abriu processo judicial contra ele. Caso contrário, Kotleba e seus partidários já teriam sido presos há muito tempo.
A segunda razão para a vitória escandalosa do neonazista foi o comparecimento extremamente baixo, cerca de 20%. Foram-lhe suficientes os 10-12 % dos votos de seus apoiantes para ganhar. Claro, existem sempre causas mais profundas que explicam o fenômeno da votação pela extrema direita. No nosso caso, é a extremamente elevada taxa de desemprego em algumas áreas da região Banska Bystrica – até 25%. E eu estou citando o número de desempregados registrados oficialmente.
No parlamento local estão representados partidos políticos normais. O senhor Kotleba não poderá fazer nada sem a aprovação do legislativo, e isso agrada. Mas, pessoalmente, eu acho que a sua eleição é “uma desgraça de Banska Bystrica”.
Resta acrescentar que após a sua eleição para o alto cargo o novo governador disse que pretende implementar o programa de seu partido na prática na região de Banska Bystrica.
Créditos: Voz da russia

Consumo de álcool aumenta divórcios

 Na pesquisa, beber muito foi definido como seis ou mais drinques em uma festa ou beber até ficar bêbado.

 Pesquisadores da Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, acompanharam 634 casais ao longo dos nove primeiros anos de relacionamento, anotando quantos divórcios aconteceram no período. Entre as questões observadas estavam os hábitos de bebida de cada um — e beber muito foi definido como seis ou mais drinques em uma festa ou beber até ficar bêbado. Metade dos casais em que um dos pares bebia muito e o outro era abstêmio se divorciou, já entre os de hábitos parecidos o índice de divórcio ficou em 30%.
- Nossos resultados indicam que é a diferença quanto aos hábitos de bebida (e não a bebida propriamente) que levam à separação dos casais - disse ao jornal “The Telegraph” o professor Kenneth Leonard, autor do estudo.
A constatação de que as taxas de divórcio entre casais que bebiam muito não foram maiores que aqueles que não bebiam foi surpreendente e, segundo o professor, cônjuges que bebem são mais tolerantes com as experiências negativas relacionadas ao álcool devido a seus próprios hábitos de consumo.
- Mas quando duas pessoas que bebem muito ​​não pedem o divórcio podem criar um clima particularmente ruim para seus filhos - observa Leonard.
As taxas de divórcio foram ligeiramente maiores quando o maior bebedor era a mulher, mas este foi apenas o caso de um pequeno número de casais — o que significa a diferença poderia ser um acaso estatístico.
Foto:www.obaoba.com.br
Créditos:WSCOM/G1